Diretor da OMS diz que ‘direito ao aborto’ deve ser respeitado

Tedros Adhanom se pronunciou em uma rede social em meio a discussões nos EUA

Por Redação - Revista EXATO
05/05/2022 10:31:00

Foto: Johanna Geron

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou nesta quarta-feira (4) um apelo a favor do “direito ao aborto”, em meio a discussões nos Estados Unidos por uma provável decisão da Suprema Corte.

 

“Restringir o acesso ao aborto não reduz o número de procedimentos. A restrição leva mulheres e jovens a recorrerem a procedimentos perigosos”, escreveu Tedros Adhanom em uma publicação nas redes sociais. “O acesso a um aborto seguro pode salvar vidas”, acrescentou.

 

O chefe da entidade declarou ainda que “as mulheres devem sempre ter o direito de escolha quando se trata dos seus corpos e da sua saúde”.

 

Institucionalmente, a OMS defende que as restrições ao aborto não reduzem o problema. No portal na internet, o órgão afirma que, nas nações com restrições mais severas, apenas um em cada quatro abortos é seguro, em comparação com quase nove em dez em países onde a interrupção da gravidez é amplamente legalizada.

FONTE: Conexão Política

Redes Sociais