Arthur Lira é eleito presidente da Câmara dos Deputados

Eleito com 302 votos, resultado é demonstração de força do presidente Jair Bolsonaro, que apostou na candidatura desde o início

Por Redação - Revista EXATO
02/02/2021 12:42:00

Foto: Michel Jesus

O deputado Arthur Lira (PP-AL) na tribuna do plenário da Câmara dos Deputados

O deputado Arthur Lira (PP-AL) venceu, nesta segunda-feira (1º), em primeiro turno, a eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. O parlamentar, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro e formalmente por 11 partidos, recebeu 302 votos para ocupar o cargo pelos próximos dois anos.

 

Durante o discurso em plenário, Lira focou em valores caros aos parlamentares, como a defesa da previsibilidade e transparência da pauta entre os 513 membros da casa legislativa e decisões tomadas coletivamente.

 

“A Câmara dos Deputados tem de ser de todos, não pode ser do ‘eu’, tem de ser de nós”, afirmou. “É preciso democratizar a presidência desta Casa, fortalecer as instâncias colegiadas e as comissões, ampliar a transparência e a isenção”, disse o deputado. “Quanto mais ritos, mais previsibilidade e menos surpresas”, continuou.

 

Na disputa, Lira enfrentou outros oito candidatos: André Janones (Avante-MG), Alexandre Frota (PSDB-SP), Baleia Rossi (MDB-SP), Fábio Ramalho (MDB-MG), General Peternelli (PSL-SP), Kim Kataguiri (DEM-SP), Luiza Erundina (Psol-SP) e Marcel van Hattem (Novo-RS). Seu principal adversário foi Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado por Rodrigo Maia (DEM-RJ), que presidiu a casa ininterruptamente desde julho de 2016.

 

Em seu discurso como eleito, ainda antes de sentar na cadeira da presidência da casa legislativa, Arthur Lira fez acenos a Baleia Rossi e Rodrigo Maia. Mas a política de vizinhança durou apenas alguns segundos. Em sua primeira decisão no novo cargo, o parlamentar resolveu destituir o bloco de apoio ao adversário.

 

“Tenho muita sensibilidade, talvez até tristeza, mas não posso me furtar, em hipótese alguma, a permitir que tudo que nós tratamos, dissemos e pregamos não seja cumprido a partir de hoje nesta Casa”, disse Lira ao comunicar a decisão.

FONTE: InfoMoney

Redes Sociais