Mano diz que Palmeiras trata "caso Bruno Henrique" com o atleta: "Temos que dar um basta"

Família do volante foi agredida por torcedores após partida contra o Athletico-PR

Por Redação - Revista EXATO
25/10/2019 15:51:00

Mano Menezes deu entrevista nesta sexta no Palmeiras

O técnico Mano Menezes, do Palmeiras, comentou sobre a agressão sofrida por familiares do volante Bruno Henrique, no último domingo, após o jogo contra o Athletico-PR, em Curitiba. Torcedores alviverdes reconheceram a esposa do jogador, que estava acompanhada de um idoso e e uma criança, e a xingaram.

Segundo o treinador, o Palmeiras está tratando do caso internamente – durante a semana, o clube divulgou nota em que classifica o episódio como inadmissível:

– Acho lamentável que a gente conviva com isso no futebol. Temos que dar um basta, as coisas têm que ter limites. Vale para todo mundo. O clube está tratando dessa questão com o Bruno, e as coisas vão ser bem encaminhadas – afirmou Mano Menezes nesta sexta-feia em entrevista coletiva na Academia de Futebol.

Bruno Henrique e sua esposa, Bhel Dietrich, já tinham sido alvos de torcedores em duas oportunidades. No dia seguinte ao jogo contra o Flamengo, um vídeo viralizou na internet de um torcedor cobrando o atleta e sua esposa na rua.

Dias depois, membros de uma organizada chegaram a dar um tapa no carro do volante na entrada da Academia de Futebol, durante um protesto contra a fase do clube. Na ocasião, porém, os próprios torcedores desaprovaram o ato.

Mano Menezes negou a possibilidade de poupar o jogador contra o Avaí, domingo, para evitar perdê-lo para o clássico contra o São Paulo, na próxima quarta. Bruno Henrique está pendurado, com dois cartões amarelos.

– Não pensei em poupar nenhum jogador. Não dá para jogar um jogo pensando no seguinte. É possível controlar, dentro de campo, algumas situações, as que podem ser evitadas, e não é possível evitar outras, porque às vezes precisa fazer uma falta importante.

FONTE: Globo Esporte

Redes Sociais